Capítulo 3 - Tá Falando Comigo?

Selena/Justin

 Sala de Jantar

Mandy:Boa tarde, meninas. - disse encostando-se no batente da porta.
Tay/Sel:Boa tarde. / Demi:Ainda tô dormindo. - disseram ao mesmo tempo.
Mandy:(riu)Tô indo trabalhar, hein. Se comportem e descansem, porque amanhã temos um monte de coisas pra fazer. - sorriu e saiu.
Demi:Selena, sério. Eu adoro sua mãe, mas se ela cismar de me levar pro supermercado, eu juro que a mato.
Sel:Eu te ajudo, Demetria. Pode acreditar que eu te ajudo.
Tay:Mas são duas reclamonas mesmo, hein. - brincou rindo e mordeu seu biscoito - Pelo menos temos o dia inteiro pra dormir hoje.
Sel:Graças à Deus.

Franklin, Tennessee, EUA ...

Justin:Uau! - disse olhando admirado o cenário montado pra gravação de seu videoclipe.
Scooter:Gostou?
Justin:Tá demais. - respondeu sorrindo.
Scooter:Vem, vamos falar com o diretor. - disse andando na direção dos trailers.
Kenny:Ainda não se acostumou com isso tudo só pra você, né?! - deduziu seguindo Justin.
Justin:Pode parecer estranho, ou mentira, mas não.

Trailer 3

Scooter:Roman? - chamou entrando no trailer.
Roman:Scooter, como é que vai? - disse levantando-se pra comprimentar Scooter - Hey, Little Bieber. - disse ao ver Justin entrar no trailer - Que já não é mais tão pequeno, né?! - riu - Tudo bem?
Justin:Bem, sim.
Roman:Oi, Kenny.
Kenny:Oi.
Scooter:Então, Roman. Explique à ele como é que vai ser o vídeo.
Roman:Com prazer.

Roman ficou vários minutos explicando cada ideia que teve para o videoclipe, tirando as dúvidas de Scooter ou Justin, fazendo os ajustes de acordo com as ideias que mesmos tinham...

Roman:Bom, é basicamente isso. E aí? Quer conhecer sua parceira de clipe? - perguntou olhando pra Justin.
Justin:Pode ser.
Roman:Vem. - saiu do trailer, seguido por Justin, Scooter e Kenny.

Apenas Justin e Scooter foram com Roman até o trailer 5, onde estava a garota escolhida para contracenar com Justin no videoclipe.

Roman:Allie? - chamou batendo na porta, que logo se abriu.

De dentro do trailer, saiu uma garota bonita, de cabelos escuros e ondulados e olhos castanhos. Ao vê-la, Justin teve a leve impressão de que a conhecia, mas resolveu ignorar.

Roman:Allie, queria te apresentar, Justin e Scooter. Essa é Allie Williams. - disse apresentando os três.
Scooter:Muito prazer. - estendeu a mão pra Allie, que a apertou rapidamente.
Justin:(sorriu amigável)Oi. - disse e abraçou a garota, ao invés de apertar sua mão, como ela esperava.
Allie:Oi. - respondeu envergonhada quando Justin afastou-se.
Roman:Se conheçam aí. Vem, Scooter. Vamos resolver algumas coisas. - disse e saiu com Scooter.
Justin:(olhou pra Allie)E aí, tudo bem?
Allie:Uhum. - respondeu, ainda tímida.
Justin:Não precisa ter veronha de mim, tá?! Sou só um cara com uma roupa legal. - sorriu de canto, fazendo a garota sorrir - Nossa! - exclamou surpreso e admirado ao mesmo tempo.
Allie:O quê? - perguntou asssustado.
Justin:Não, é que... Acabei de perceber que você me lembra muito uma pessoa. - disse sorrindo com a imagem da "pessoa" na mente.
Allie:E isso é bom ou ruim?
Justin:Um pouco dos dois. - riu, junto com Allie - Fala aí. Tem quantos anos?
Allie:18.
Justin:(franziu a testa)Poxa, as garotas dos meus clipes sempre são mais velhas que eu. - disse fingindo estar magoado.
Allie:(riu)Foi mal. Se soubesse que te incomoda, teria dito que tenho 16. - sorriu.
Justin:Eu acreditaria. - riu rapidamente.
Allie:Escuta, posso te fazer uma pergunta?
Justin:Até duas, se quiser.
Allie:Não é meio chato às vezes? Sabe, isso de ter atenção demais e ter que fazer tudo certinho?
Justin:Não. Não meio chato. Às vezes é muito chato. Mas eu não faço tudo certinho. Faço o que eu tenho vontade. E sobre a atenção, bom... Isso eu já não posso mudar. Eu só ignoro.
Allie:É. Eu queria ser famosa, mas... Aí eu penso na pressão que deve ser e até desanimo.
Justin:Não desanime. É chato de vez em quando, mas na maioria das vezes é legal. Você anda em jatinhos particulares, é VIP em várias festas, conhece um monte de lugar novo, gente nova, gente famosa que você achava ser só fantasia...
Allie:Tipo Johnny Depp?
Justin:Não, esse é meio fictício mesmo. - riu junto com ela - Não, tô brincando. Ele é legal.
Allie:Mas só tem isso de bom em ser famoso?
Justin:Não. É maravilhoso ver as pessoas reconhecendo seu trabalho, é incrível receber prêmios e se apresentar pra um monte de pessoas.
Allie:Eu adoraria fazer um filme mega famoso, sabe? Tipo Harry Potter.
Justin:Vai tentando. Quem sabe você não consegue?!
Allie:Seria ótimo mesmo.

Justin e Allie conversaram por quase uma hora, até serem chamados pra falar do vídeo. O processo de preparação durou quase três horas.

Roman:Então tudo pronto pra começar?
Scooter:Vai dar pra gravar com esse monte de gente? - disse olhando a plateia que se acumulou em volta do cenário.
Roman:Dá, claro que sim.
Scooter:Então, ao trabalho.

Mais tarde - Los Angeles, Califórinia - Apartamento dos Lovato

Mandy e Patrick chegaram juntos em casa e encontraram Demi, Selena e Taylor dormindo espalhadas pela sala: Demi no sofá maior, Taylor no sofá menor e Selena toda torta na poltrona.

Mandy:Dormiram até três da tarde e ainda conseguem dormir. - disse colocando a bolsa na mesa de centro.
Patrick:Mas você viu a hora que elas chegaram ontem?
Mandy:Eram quase quatro, né?!
Patrick:Eram quatro e vinte.
Mandy:Nossa! O festival deve ter sido bom.
Patrick:Mas eu fiquei preocupado. Não estamos em Stratford.
Mandy:Elas sabem se cuidar, Patrick. - disse colocando os braços no pescoço do marido - Já são quase maiores de idade.
Patrick:Eu sei. - disse beijando Mandy.
Demi:UGH! - resmungou fazendo cara de nojo - Façam isso em um lugar reservado. De preferência bem longe de mim. - disse sentando-se no sofá, fazendo Patrick e Mandy rirem.
Sel:Por que vocês têm que falar tão alto, hein? - reclamou levantando-se e indo na direção do quarto, quase caindo de sono.
Tay:(abriu os olhos e bocejou)Ah! Boa noite. - levantou-se e seguiu Selena na direção dos quarto.
Demi:Podem aproveitar a noite, tá?! Nem vamos notar se fizerem barulho. - disse e subiu as escadas correndo.
Mandy:(arregalou os olhos e riu)Tá vendo? Olha só como elas já falam.
Patrick:Elas nada. Só a Demi fala assim.
Mandy:(riu)Só a Demi fala. Porque todas já pensam.
Patrick:Não vamos falar disso. - disse beijando a esposa.

No dia seguinte - Hall

Mandy, Patrick, Selena e Taylor estavam sentados no sofá, esperando impacientemente Demi, que ainda estava se arrumando.

Mandy:Por que ela sempre fica por último?
Sel:Porque ela gosta de ser diferente.
Patrick:E de contrariar todo mundo.
Demi:Já tô aqui, gente. - disse descendo as escadas.
Patrick:Sabe que vamos fazer compras, não sabe?
Demi:Sei.
Mandy:Por que estão tão produzida?
Demi:Agora eu moro em L.A.. Tenho que andar maravilhosa pelas ruas.
Patrick:Vamos logo. - disse levantando-se, copiado por Mandy, Taylor e Selena.
Demi:Não acredito que vai de jeans, moletom e tênis. - disse olhando pra Selena.
Sel:Me erra, garota. - disse e saiu.

No carro

Demi:Não vão me obrigar a andar pelo supermercado não, vão?
Patrick:Com certeza, sim.
Demi:Aff! - revirou os olhos e encostou-se de braços cruzados.
Sel:Por isso eu estou de tênis. - disse sarcástica, olhando pra Demi.
Demi:Cala a boca.
Tay:Vocês brigam assim o tempo todo?
Mandy:O tempo todo, Taylor. Sem folga.
Demi:Porque a senhorita certinha implica comigo o tempo todo.
Sel:Implico, nada! Você que fica levando aqueles seus namoradinhos nojentos pra casa.
Demi:A casa é minha.
Sel:Mas também é minha. E eu não sou obrigada a ficar ouvindo você se divertir.
Patrick:Chega! Parem de brigar agora.
Sel:Não tem ninguém brigando aqui.
Demi:Não mesmo.
Tay:Gente, fala sério! Parece que têm cinco anos.
Sel:A Demetria tem cinco anos.
Demi:E você tem quatro, coisa chata.
Sel:Sou mais madura que você.
Mandy:CHEGA! - berrou irritada - Se vocês não pararem de brigar imediatamente, vão ficar as duas de castigo.
Demi:Aff!  - cruzou os braços novamente e fechou a cara.
Sel:Infantil. - murmurou consigo mesma.
Mandy:Selena!
Sel:Tá, já parei. - disse olhando pra janela.
Tay:Olha só onde eu fui me meter. - disse brincalhona, rindo.
Patrick:Aí, finalmente chegamos.
Sel:Esse supermercado de novo?
Patrick:Aqui tem tudo o que a gente precisa, Selena. Não reclama.
Sel:Tá, né?! Fazer o quê? - disse descendo do carro.

Supermercado - Seção de Doces

Tay:Ai, isso aqui é uma tentação. - disse olhando as prateleiras lotadas de chocolate.
Sel:Ô, se é. Só de olhar pra essas prateleiras eu já me sinto mais gorda.
Tay:Vamos sair daqui logo, antes que eu surte e pegue um monte dessas delícias. - disse puxando Selena com pressa pelos corredores.
Sel:Olha! - exclamou, parando de repente - Ainda vendem Sour Patch Kids aqui. - disse pegando um saco de balas.
Tay:Você gostava disso? - disse fazendo cara de nojo.
Sel:Eu amava isso.
Tay:Eu sempre odiei. Tem gosto de balões e ar.
Sel:Nem tem, Tay. É uma delícia.
Tay:Então, tá. Peraí, amiga. - disse quando seu celular tocou. - Me espera aqui. - disse indo pra um lugar mais silencioso.

Selena ficou olhando os doces que nem imaginava que ainda existiam, lembrando-se de sua infância melada e engordativa.

Xx:Então você ainda gosta dessas balinhas? - perguntou um garoto ao lado dela.
Sel:(revirou os olhos antes de virar-se)Você tá me seguindo?
Justin:Eu? Claro que não. É mais fácil você estar me seguindo. Afinal, a celebridade aqui sou eu.
Sel:Convencido você nem é, né?!
Justin:Nem um pouquinho. - sorriu e Selena revirou os olhos, voltando a olhar os doces - Vai mesmo me ignorar? - Selena não respondeu - Mesmo? Você sabe que não é boa nisso. - insistiu, mas Selena nem olhou pro lado - Ah, qual é, Gomez? Não me deixa falando sozinho.
Sel:(bufou irritada)Meu Deus! Você é mesmo insuportável, garoto. - disse o olhando brava.
Justin:Eu sei, já me disseram isso.
Sel:Saí daqui antes que eu vire a mão na sua cara.
Justin:Você não faria isso.
Sel:Faria, e ainda pediria pra alguém gravar pra eu colocar no youtube. Imagina só você apanhando na internet.
Justin:Nossa, como você é engraçada. - ironizou pegando um pacote de balas.
Sel:Você ainda come isso?
Justin:Falou a garota que tá com um pacote big na mão.
Sel:Posso te pedir um favor?
Justin:Qual?
Sel:Me mira, mas me erra.
Justin:Olha! Gostei dessa. Vou colocar numa música, posso?
Sel:Some daqui.
Justin:Tchau. - foi pro outro lado do corredor.
Sel:Ridículo. - virou as costas, sem perceber que havia um fio no chão.

Selena tropeçou no fio, derrubando vários pacotes de doces, chamando a atenção de várias pessoas. Justin, quando viu, caiu na gargalhada, deixando a garota ainda mais furiosa.

Sel:Grr! - esbravejou - QUE FOI? NUNCA TROPEÇARAM, NÃO? - brigou com as pessoas que a encaravam, que logo desviaram a atenção - Saco! - disse juntando alguns pacotes de bala, os colocando no lugar, enquanto Justin ainda ria. - Que foi? - perguntou o olhando brava.
Justin:Nada. - disse tentando parar de rir.
Sel:Então para de rir, palhaço!
Justin:Tá, foi mal. - disse segurando o riso, voltando a pegar doces e colocar em seu carrinho de compras.

Selena ficou quase três minutos pegando pacotes de balas no chão e colocando de volta no lugar. Justin ficou pegando vários doces, ainda rindo por dentro da situação da garota.

Sel:(suspirou e levantou-se, olhando pra Justin)Hey, estrelinha. - chamou, cruzando os braços.
Justin:Tá falando comigo? - perguntou a olhando.
Sel:Tá vendo mais alguma estrelinha aqui?
Justin:(andou até Selena)Diga.
Sel:Será que você pode me ajudar? - pediu, tentando se acalmar.
Justin:Sério? Tá pedindo ajuda pra mim? - disse, encenando surpresa.
Sel:Para de ser cínico e me ajuda logo. - disse arrumando alguns pacotes na prateleira.
Justin:É assim mesmo que se pede? - cruzou os braços e a fitou paciente.
Sel:(respirou fundo e o olhou)Sério?
Justin:Muito.
Sel:(fechou os olhos e bufou)Por favor. - cuspiu as palavras muito contrariada.
Justin:(sorriu)Claro, se você quer tanto. - disse pegando alguns pacotes do chão.

Selena não respondeu, mesmo querendo muito. Os dois colocaram todos os pacotes no lugar, em silêncio. Silêncio que foi quebrado pelo celular dela, tocando uma música do Usher.

Justin:(olhou pra ela, sorrindo)Usher, sério?
Sel:Cala a boca. - disse lendo a mensagem de texto - Aff! - guardou o celular no bolso.
Justin:Algum problema?
Sel:Nada que te interesse.
Justin:Tá, desculpa.
Sel:Quer saber? Fui. Tchau. - disse e saiu, sem dizer mais nada.
Justin:(riu sozinho)Eu, hein. - pegou seu carrinho de compras e continuou a pegar doces.

Selena andou quase o supermercado inteiro atrás de Patrick e Demi, já que - como escrito na mensagem - sua mãe e Taylor haviam ido juntas de táxi à farmácia. Tentou ligar para os dois várias vezes, mas caía direto na caixa postal.

Sel:Não acredito que eles me deixaram aqui. - disse sentando-se na grade na frente do supermercado.

Justin e Kenny haviam acabado de guardar as compras no porta-malas do carro quando o garoto olhou pro lado e viu Selena sentada sozinha na grade.

Justin:Hey, pode ir pro seu carro. - disse andando na direção de Selena.
Kenny:Mas... - interrompido.
Justin:Vai e espera lá. - disse virando-se por alguns segundos apenas. - Fazendo o que sentada aqui? - disse sentando-se ao lado de Selena.
Sel:Você de novo?
Justin:Fiz uma pergunta.
Sel:Tô só pegando um sol.
Justin:Em setembro?
Sel:Tem mais sol aqui que lá no Canadá nessa época.
Justin:É, isso é verdade.
Sel:Então, pronto.
Justin:Mas você está mentindo.
Sel:Tô nada.
Justin:Tá, sim. Porque nem tem sol.
Sel:(revirou os olhos)E o que te importa?
Justin:Nada, só quero saber.
Sel:Pra quê?
Justin:Só pra saber. Diz aí. Por que tá sentada aqui sozinha?
Sel:Meu padrasto e minha meia-irmã me esqueceram aqui.
Justin:(segurou o riso)Sério?
Sel:Parece que eu tô brincando? - disse séria, o fitando.
Justin:Não. - respondeu rapidamente - Liga pra eles, ué.
Sel:Acha que não tentei? Só dá caixa postal.
Justin:Pega um ônibus. Sei lá.
Sel:Não.
Justin:Por quê?
Sel:Porque eu me mudei há pouco tempo e ainda não sei me virar nos EUA.
Justin:Ah, sim. - disse se segurando pra não rir. - ...Quer uma carona? - perguntou após alguns segundos de silêncio.
Sel:O quê? - perguntou surpresa.
Justin:Quer uma carona?
Sel:Não, não precisa.
Justin:E vai ficar aqui o dia inteiro?
Sel:Só até eles darem minha falta, aí vêm me buscar.
Justin:E se demorar?
Sel:Eu espero.
Justin:Ah, vamos. Sem orgulho bobo, né?! Só uma carona. Eu te levo em casa e pronto.
Sel:(respirou fundo e o olhou)Tá bom. Eu aceito. Mas só porque eu não sei mesmo me virar aqui.
Justin:(riu e levantou-se)Beleza, vem. - saiu, acompanhado por Selena.
Sel:Tá sozinho?
Justin:No meu carro, sim. - respondeu apontando a Range Rover preta há alguns metros - Meu segurança tá no carro grafite ao lado. - disse, respondendo à expressão de Selena.
Sel:Ah, sim.

Quando chegaram no carro, Justin abriu a porta do carona pra Selena, que se espantou com a atitude, mas não disse nada. Apenas colocou o cinto de segurança e o esperou entrar no carro.

Justin:Sabe pelo menos o nome do seu bairro? - perguntou enquanto colocava o cinto de segurança.
Sel:Moro no centro da cidade.

Os dois ficaram um bom tempo em silêncio. Justin olhando fixamente pra frente e Selena olhando a rua e os carros pela janela. Tudo parecia bem, até dois carros e várias motos cercarem o carro.

Justin:Merda! Merda, merda! - disse fechando sua janela.
Sel:Quê? Que foi? - perguntou confusa.
Justin:Eles me acharam. - respondeu buzinando para os carros à sua frente se apressarem.
Sel:Quem te achou?
Justin:Paparazzi.

Assim que Justin falou, vários flashes invadiram o carro. Selena escondeu o rosto com as mãos e o cabelo, tentando não aparecer nas fotos.

Justin:Que droga! - exclamou irritado, buzinando mais - Escuta, eu vou ter que me livrar dessas pragas, então não vou te levar pra casa agora.
Sel:Mas vai me levar pra onde? - perguntou ainda com o rosto coberto.
Justin:Fica tranquila, eu vou te levar pra casa, mas antes tenho que me livrar desses paparazzi idiotas.
Sel:Ok. - respondeu sem descobrir o rosto.

Assim que o sinal ficou verde e os carros começaram a andar, Justin acelerou pelas ruas, cortando todos os carros, em alta velocidade. Começou a entrar em várias ruas, fazendo de tudo pra se livrar dos paparazzi que os perseguia.

Sel:Ainda não foram? - perguntou sem descobrir o rosto.
Justin:Ainda não.

Após alguns minutos rodando a cidade, os dois finalmente conseguiram sumir da vista dos paparazzi entre os carros. Então Justin estacionou perto de uma pequena lanchonete vazia e olhou pra Selena.

Justin:Tudo bem? - perguntou olhando a garota, que arrumava o cabelo.
Sel:Uhum. - respondeu, ainda meio tonta.
Justin:Foi estranho, não foi?
Sel:Muito.
Justin:(riu)Vou ligar pro Kenny pra ele vir nos encontrar e te levar em casa. Se eu for, é capaz de acabarmos como a notícia do século.
Sel:Tá. - respondeu olhando a lanchonete pela janela, enquanto Justin pegava o celular e ligava para seu segurança.

Ligação

Kenny:Onde você foi parar? Te perdi de vista.
Justin:Eu tô bem, não se preocupa. Tem como você vir até aqui pra levar a Selena pra casa?
Kenny:Selena? Ah, a garota que está com você. Claro, dá sim. Onde vocês estão?
Justin:(olhou a placa com o nome da rua)Rua Kennish, perto de uma lanchonete. Acho que fica perto Venice.
Kenny:Ok, já vou.
Justin:Tá, tchau.

Ligação

Justin:E aí? - olhou pra Selena.
Sel:Aí o quê? Eu ainda não gosto de você.
Justin:Tá. Se você quiser ficar meia hora em silêncio, eu aceito numa boa. Não gosto muito de barulho, mesmo. - disse batendo os dedos constantemente no volante.
Sel:(bufou)Tudo bem. O que quer saber?
Justin:Sua mãe se casou mesmo com o tal do Patrick?
Sel:Uhum.
Justin:E sua meia-irmã?
Sel:Uma louca irresponsável, que cada dia aparece com um cara diferente em casa, que vive em festas bebendo até amanhecer...
Justin:Uau! - disse de olhos arregalados.
Sel:É, ela dá um pouquinho de medo, mas... No fundo ela é o máximo.
Justin:Ela é legal?
Sel:É. Só um pouquinho exagerada, mas legal.
Justin:Você só mora com sua mãe, seu padrasto e essa menina maluca e legal?
Sel:Agora eu moro com uma amiga, também.
Justin:Ela veio de Stratford com você?
Sel:Não, Bieber. Achei ela no aeroporto e levei pra casa. - disse irônica.
Justin:Tava demorando. - comentou revirando os olhos.
Sel:Demorando o quê? Você soltar uma das suas asneiras?
Justin:Não, você ser grossa.
Sel:Ah, claro. Porque eu sou um porre de chata e você é a pessoa mais legal do mundo. - disse sarcástica e revirou os olhos.
Justin:Mais ou menos isso.
Sel:Aff, garoto. Você se acha mesmo, né?!
Justin:Não preciso me achar, as pessoas acham pra mim.
Sel:Ridículo. Se aquelas coitadas inocentes que se dizem suas fãs ouvirem você falando assim, você perde a popularidade rapidinho.
Justin:Acontece, Gomez, que eu só falo assim com quem merece.
Sel:Então agora eu mereço ouvir sua chatisse de estrelinha?
Justin:Eu não sou estrelinha, garota.
Sel:Ah, não, imagina. - ironizou o máximo que conseguiu.
Justin:Como você consegue ser tão cínica?
Sel:Como você consegue ser tão insuportável?
Justin:Fácil. Eu simplesmente sou eu mesmo.
Sel:Caramba! Então você é mesmo um imbecil. Achei que fosse só encenação pra marketing.
Justin:Não preciso encenar. As pessoas gostam de mim pelo meu trabalho.
Sel:Você é bem convencido, né?!
Justin:Vai continuar batendo nessa tecla até quando?
Sel:Até eu cansar.
Justin:Então é melhor eu sentar e esperar, porque do jeito que você é teimosa, isso não vai acontecer nunca.
Sel:Que bom que você sabe.
Justin:Quer saber? Agora eu é quem não quero conversar.
Sel:Nossa, como isso me magoa. - disse ainda mais irônica e olhou pela janela - ...Esse seu guarda-costas vai demorar muito? - perguntou impaciente após alguns minutos de silêncio.
Justin:Ele é meu segurança pessoal, não guarda-costas. E eu não sei se ele vai demorar, porque minha bola de cristal quebrou e meus poderes não funcionam quando eu tô com raiva.
Sel:Ah, então você tá com raiva?
Justin:Muita.
Sel:De mim?
Justin:Também.
Sel:E mais de quê?
Justin:É da sua conta? - perguntou debochado e riu da expressão dela - Viu? É o que eu sinto quando você faz isso comigo.
Sel:O quê? Você sente vontade de encher a boca de alguém com algodões até a pessoa morrer asfixiada?
Justin:Não. Na verdade eu sinto vontade de arrancar os braços, as pernas, os olhos e a língua de alguém e depois jogar os pedaços de cima do prédio mais alto de L.A.. Mas dá no mesmo, tudo acaba em morte.
Sel:(forçou um sorriso muito mal feito)Ou seja, é melhor você calar sua boca se quiser ganhar um Grammy.
Justin:Nossa! Então você sabe que eu ainda não ganhei um Grammy... - disse, implicando com a garota.
Sel:Ainda?
Justin:E acha que eu tenho capacidade de ganhar... - continuou implicando, ignorando o comentário.
Sel:Não. Na verdade, eu não acho que você tenha capacidade nem de ganhar um prêmio por uma nota certa em uma música qualquer.
Justin:Acontece, raivosa, que eu já ganhei muito mais que isso.
Sel:É, não se fazem mais críticos e públicos como antigamente.
Justin:Também acho. Antigamente eles gostavam de qualquer porcaria.
Sel:E agora eles gostam de você. Tá vendo como estão decaindo?
Justin:Abusada!
Sel:O quê? Não tá acostumado com gente enfrentando você, principezinho?
Justin:Na verdade, não. As pessoas que eu conheço são educadas.
Sel:Claro, menos aquele cara que aparece no espelho toda vez que você olha pra ele, né?!
Justin:Nossa, que criativa. - disse irônico - Tirou essa da onde? Do Facebook?
Sel:Não, não mecho nessas coisas. Tenho coisa melhor pra fazer.
Justin:Tipo o quê? Lavar pratos e aspirar o tapete?
Sel:Não. Estudar pra conseguir bolsa na faculdade, preparar e dar aulas de teatro e ajudar na ONG do centro de Strarford. Bom... Pelo menos fazia essas coisas, né?!
Justin:Você dando aulas de teatro?
Sel:Pois é, Bieber. Nem todo mundo tem dinheiro até no lugar do papel higiêncio, sabia?
Justin:Que eu saiba você não precisa trabalhar pra viver.
Sel:Não, mas preciso juntar algum dinheiro pra caso não consiga uma bolsa em uma faculdade.
Justin:Faculdade. Graças à Deus tô livre disso.
Sel:Vamos ver até quando. - murmurou consigo mesma.
Justin:O quê?
Sel:Não falei com você.
Justin:Tá tão louca que já fala sozinha?
Sel:Acontece isso com as pessoas que ficam sozinhas muito tempo.
Justin:Você não tá sozinha.
Sel:Sabe que um idiota não conta como pessoa, né?!
Justin:Não? Nossa! Então eu já deveria ter ligado pro Kenny. Eu odeio ficar sozinho.
Sel:Então liga logo, porque já tô começando sentir o sangue ferver.
Justin:É o que vou fazer. - disse pegando o celular - Aí, pronto, raivosa. Não precisa mais. - disse guardando o celular novamente quando o carro de Kenny apontou na rua.
Sel:Finalmente. - disse descendo do carro.
Justin:Tchau, Gomez.
Sel:Tchau, Bieber. Até nunca mais. - disse batendo a porta do carro.
Justin:(abriu sua janela e colocou a cabeça pra fora)Leva essa esquentadinha pra casa, por favor. Mas toma cuidado. Ela morde. - colocou a cabeça pra dentro do carro de novo e fechou a janela.
Sel:Como você aguenta? - perguntou pra Kenny, entrando no Vectra grafite.
Kenny:Ele é um cara legal.
Sel:E você é louco por achar isso. - colcou o cinto de segurança e abriu a janela.

Continua ...


É impressão minha o tem Jelena demais nesse capítulo ? uasuhasuahsuahsuahsuahs 
Boom ... postei, né?! Demorei horas escrevendo a discução no carro. Chegou um hora que minhas respostas rápidas e mal-criadas acabaram. Tive que queimar o cérebro pra pensar em alguma coisa. [#tenso]


Espero que gostem ... *--*
Xoxo :

4 pessoas me fizeram feliz:

Lêhh Gabrielly

Oh Gosh, que PERFEITO :]
Ameeeei o capitulo flor!!!!!
E amei mais ainda a discussão do Justin e da Selena :]
Beijooos flor & continua *----------*

Leh

Haaa ficou muitoo bom amore posta logo...E vou usar uns desses cortes da Selena nos garotos da minha sala haha...O capitulo táh lindo seria legal se o beijo da "jelena" fosse logo e ainda mais se fosse para calar a boca da Sel...hehe Enfim posta logo bejoss linda e como diz A LÊHH GABRIELLY CONTINUAAAAAA

Mчsteяioυs Giяℓ

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH MUIIIITOO PERFEIIIIIITOO!
AMEEEI O CAPITULO!!
A Selena e o Justin são tão fofos (eu tenho caca na cabeça não liga '-')
Beijoos amoooree & continuaaa viu?

Viih' Gomeez

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA Ameei leitora nova, ameei mesmo que capítulo perfeito; amandoo **-** Poosta

Postar um comentário